Lição da Borboleta

No campo verdejante, as flores baloiçavam ao vento, espalhando uma mistura de perfumes suaves.
Preso a um ramo, uma pequena abertura apareceu num casulo.
Caminhando sobre a folhagem, um homem sentou-se a descansar e por vários momentos, parou a observar o casulo.
No seu interior, uma borboleta esforçava-se para que o seu corpo passasse através daquele minúsculo buraco. Durante algum tempo pareceu que ela havia parado de fazer qualquer progresso. Imóvel, parecia igualmente que tinha ído o mais longe que as suas forças permitiam.
Então o homem decidiu ajudar a borboleta, pegou numa tesoura e cortou o que restava do casulo.
A borboleta saiu facilmente daquele aperto mas o seu corpo frágil estava ainda murcho, pequeno e com as asas amassadas. O homem continuou atento a observar a reacção da borboleta, esperando que a qualquer momento as asas dela se abrissem ao sol e se esticassem, sendo capazes de suportar o corpo no seu primeiro voo.

Nada aconteceu...

Na realidade a borboleta passou o tempo da sua vida rastejando com o corpo murcho e as asas encolhidas. Ela nunca foi capaz de voar...

O que o homem na sua gentileza e vontade de ajudar não compreendeu, era que o casulo apertado e o esforço necessário à borboleta para passar através da pequena abertura era o modo para que o fluído do corpo do insecto, fosse para as suas asas de forma que ela estivesse pronta a voar, uma vez liberta do casulo.

Algumas vezes o esforço é justamento o que precisamos na nossa vida. Se Deus nos permitisse passar através de nossas vidas sem qualquer obstáculo, Ele nos deixaria aleijados.

Não seríamos tão fortes a enfrentar a adversidade... e nunca conseguiríamos VOAR...


quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Feliz Ano Novo



"O início de mais um ano de esperança, sempre com um SORRISO a espreitar-me"

Lena Ferraz

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Mensagem de Natal



A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham na nossa caminhada pela vida.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Não estás só



"As flores também choram quando sentem a tristeza do abandono"

Lena Ferraz

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Combate mútuo



"Tal como uma erva daninha, ramificas-te em mim silencioso num combate mútuo de um sofrimento constante, em que tu procuras matar-me e eu tento aniquilar-te... Hei-de VENCER-TE!"

Lena Ferraz

*Neste dia especial continuo a declarar-te guerra...

Vem aí o Natal



"Os campos vestem-se de cor, enfeitam-se de bolinhas, reluzem sob pérolas de chuva à espera do Natal, enquanto as borboletas descansam num sono profundo, até à próxima Primavera."

Lena Ferraz

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Entardecer dourado

.


"Reflectes o teu brilho mágico no entardecer dourado e em cada vaga, remeto o encanto do meu olhar enfeitiçado"

Lena Ferraz

domingo, 28 de novembro de 2010

Outono chuvoso



Neste Outono chuvoso, os ouriços agarrados aos troncos do seu castanheiro, baloiçam frágeis à forte ventania, não conseguindo suster as castanhas que caem desprotegidas sobre um manto verde e gelado... e aqui as borboletas não pousam, com receio de picarem suas finíssimas asas.


*Registado do interior de um autocarro em movimento, num dos meus voos à chuva.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Percorrendo as pétalas



"A noite abre as flores em silêncio e deixa que o dia receba os agradecimentos"

Tagore

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Bailarina dos meus sonhos



"Bailas no meu peito em voos de sonhos e fantasias,
Confidente sincera de uma vida sofrida,
Disfarçada pelo gargalhar de sorrisos brilhantes
No saltitar frenético de uma luta difícil
Em que a esperança é a minha enorme força de vencer"

Lena Ferraz

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

domingo, 21 de novembro de 2010

De vela rasgada




"Sou barco vadio de vela rasgada, venho da terra dos sonhos,
trazer-te o cheiro quente do chão vermelho e
as saudades da gente que amas..."

Lena Ferraz

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Luar Secreto




LUAR SECRETO

És a Lua que vagueia
Na noite escura
Em brincadeiras marotas
Atrás das nuvens espessas
És a luz brilhante
Que se reflecte na vidraça
Para de seguida entrar discreta
Na intimidade do meu quarto
De uma forma delicada
Envolves o meu corpo
Tocando-me sem te sentir
Em movimentos dóceis
Embrulhados pela magia
De um madrugar inebriante
Abraças-me... esmagada
Por sonhos profundos
E o teu luar permanece
Iluminando o desalinhar
Dos meus lençóis enrugados
Após uma noite de paixão
Aos poucos, o tempo vai passando
Afastas-te deslizando silenciosa
Tal como chegaste
Deixando-me sozinha
Ligada pelo fio dourado
Que se desvanece no céu
Cada vez mais azul
Raiado pelo avermelhar
De um suave amanhecer
Acordo à tua procura
E confundo-me com a luz
Que já não é a tua
Porque apenas vejo o Sol
A espreitar-me atrevido
Entre o baloiçar do cortinado
Enquanto tu te escondes
Para além do horizonte
No segredo de um adeus
Que espero seja breve
Para que voltes a iluminar-me
Com a candura do teu olhar
Brilhando na próxima noite
De um luar secreto

Lena Ferraz

domingo, 7 de novembro de 2010

Uma luz no meu caminho




"Deus não prometeu dias sem dor, riso sem tristeza, sol sem chuva, porém, ELE prometeu, força para cada dia, consolo para as lágrimas e luz para o caminho"

No azul da emoção




"Há momentos na vida em que nos devería-mos calar e deixar que o silêncio falasse ao coração, pois há sentimentos que a linguagem não expressa e há emoções que as palavras não sabem transmitir..."

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Quando o Sol me ilumina




"Os sorrisos têm o mesmo efeito na humanidade que o Sol nas flores"

Joseph Addison

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Levaste-me contigo




Hoje voei nas tuas asas... senti o calor daquele abraço e sorri feliz!

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Conversas à mesa



"Quanto mais nos concentramos no tempo, no passado e no futuro, mais perdemos o agora, a coisa mais importante que existe"

Eckhart Tolle

Pétalas de amor



"É apenas com o coração que se pode ver direito;
o essencial é invisível aos olhos"

Antoine de Saint Exupéry

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Sem companhia




"Odeio quem me rouba a solidão sem em troca me oferecer verdadeiramente companhia"

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

No meu silêncio...

Adoro a Paz que a beleza das flores me transmite, o reflexo espelhado no olhar e o voo tranquilo das borboletas em liberdade.

Uma poesia suave de cor, perfume e sonho...



domingo, 22 de agosto de 2010

Borboleta Sorridente


Photo By Manuel Oliveira


À luz do luar
Abrilhantou o seu mais
Belo fato de setim
Aguardou paciente
Os primeiros raios de Sol
E voou docemente
Poisando neste botão
Ainda por florir
Esvoaçou silenciosa
Suas delicadas asas
A chamar por mim
Com um olhar sorridente
Numa mensagem profunda
De uma amizade sem fim
...

LENA FERRAZ

** OBRIGADA Amigo

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Um beijo ao luar




"Naquela noite de solidão, tornaste-te mais brilhante após o beijo doce da Lua"

Lena Ferraz

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Fonte de Amizade




Em minhas mãos guardei
Estas gotas saltitantes
Quando mais tarde as soltei
Eram balões de diamantes
Reluzindo uma enorme amizade

LENA FERRAZ

terça-feira, 27 de julho de 2010

Teu olhar doce



"Se não mudar o que faço hoje, todos os amanhãs serão iguais a ontem"

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Em viagem



"A vida é uma viagem a três estações:
Acção, Experiência e Recordação"

Júlio Camargo

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Perfuma-me



"As pessoas não se tornam especiais pela maneira de ser ou agir mas pela profundidade em que atingem os nossos sentimentos"

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Soltam-se gotas

"Soltam-se gotas embaladas pela brisa refrescante, para que a minha butterfly possa banhar, suas asas escaldantes..."
(Lena Ferraz)

sábado, 3 de julho de 2010

Solidárias


"Entre quadrados e reflexos me revejo, sempre com a mesma vontade de vencer"


(Lena Ferraz)

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Sorrisos da Lua


"Privilegiado é o mar que se banha aos raios do rei e dorme iluminado pela rainha"
(Deise Silva)

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Uma amiga da borboleta


"Quem não vive para servir não serve para viver"


(Madre Teresa de Calcutá)


segunda-feira, 28 de junho de 2010

Caminhei até ti


" Iluminada pela tua beleza caminhei até ti em passos vagarosos e tu, estendeste-me os teus espinhos suaves num gesto de amor"

(Lena Ferraz)

Vou dar uma volta


" A alegria de ver e entender é o mais perfeito dom da Natureza"

( ( Albert Einstein)

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Continuo viva


"Lamentar uma dor passada no presente, é criar outra dor e sofrer novamente"
(William Shakespeare)

terça-feira, 22 de junho de 2010

"BUTTERFLY"

Voarei para o teu regaço

"Mergulho as asas no pólen e deixo-me embalar pelo aroma do teu perfume"
(Lena Ferraz)

domingo, 20 de junho de 2010

À espera das borboletas

"Porque me tocam o coração, fico à espera que aqui poisem docemente"
(Lena Ferraz)

Descanso

" A borboleta conta momentos e não meses e tem tempo de sobra"
(Rabindranath Tagore)

sábado, 19 de junho de 2010

SOU



Sou como a borboleta que voa de flor em flor, sugando o doce e a frescura do momento. Adoro saltitar de aventura em aventura, de enfrentar os desafios que a vida me propõe, caminhando livremente sem pressa, de forma simples e tranquila.
Amo o sorriso correspondido, a palavra meiga, a mão afável que me segura nos momentos menos fáceis e o apoio quando tropeço nas pétalas frágeis.
Amo a Natureza, o cheiro da selva e da terra vermelha humedecida pela chuva, do aroma dos frutos silvestres da minha África distante, do som de água corrente que lava a alma.
Amo o Sol, o mar e a Lua que me acompanha nas madrugadas solitárias, enchendo-me de energia para a manhã seguinte.
Amo a liberdade de voar em imaginação, entre sonhos mágicos quase irreais. Amo sobretudo a minha família e todos os Amigos verdadeiros que me ajudam a colorir os meus dias e me dão a enorme FORÇA de lutar e continuar a SORRIR.
Amo muito a VIDA... e sou feliz nos meus voos de "Borboleta Esvoaçante"